Inicial / Notícias SESI/SENAI / Edital de Inovação para a Indústria busca projetos de startups sobre cidades sustentáveis
Edital de Inovação para a Indústria busca projetos de startups sobre cidades sustentáveis

Edital de Inovação para a Indústria busca projetos de startups sobre cidades sustentáveis

Estão abertas as inscrições da chamada do Edital de Inovação para Indústria que irá selecionar até dez projetos com o tema cidades sustentáveis no valor total de até R$ 1,5 milhão. Podem se inscrever startups que apresentarem propostas de monitoramento e licenciamento ambiental, urbanismo integrado, saneamento ambiental, construções sustentáveis, energias renováveis e mobilidade urbana. Os interessados têm até 12 de agosto para se cadastrarem na plataforma do Edital.

A chamada é resultado da parceria entre a Construtora CIVIL e a Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), e o SENAI CIMATEC. Cada projeto receberá o valor máximo de R$ 150 mil para realização de provas de conceito, em até 12 meses, na rede de Institutos SENAI de Inovação. São consideradas startups empresas de micro ou pequeno porte (MPE) que possuem CNPJ ativo.

Todas as informações sobre o Edital, como critérios para participação e regulamento completo, podem ser consultados no site: www.editaldeinovacao.com.br.

O Edital de Inovação para a Indústria é uma iniciativa do SENAI, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Social da Indústria (SESI). Nesta edição, serão investidos R$ 55 milhões, em cinco categorias, para financiar o desenvolvimento de soluções inovadoras para a indústria brasileira, sejam novos produtos, processos ou serviços de caráter inovador, incremental ou radical. A chamada Cidade Sustentável faz parte da categoria Empreendedorismo Industrial – Inovação na Cadeia de Valor, que busca estimular a conexão entre grandes indústrias e startups, micro e pequenas empresas.

“Uma cidade sustentável promove qualidade de vida para seus cidadãos. Para isso acontecer, o ideal é que poder público, iniciativa privada e sociedade civil trabalhem juntos. Nesse sentido, Salvador investe para atrair startups e, ao mesmo tempo, se torna o laboratório para empreendedores desenvolverem as suas ideias”, explica André Fraga, titular da Secis.

TEMÁTICA – O primeiro eixo temático, chamado Monitoramento e Licenciamento Ambiental, busca soluções que ajudem o monitoramento ambiental eficiente. Com base em indicadores ambientais qualitativos ou quantitativos,  o objetivo é atuar na prevenção de danos e correção de não conformidades, assim como aprimorar processos e tecnologias de licenciamento ambiental.

No eixo temático Urbanismo Integrado a expectativa é receber propostas que ajudem na melhor utilização dos espaços públicos, principalmente aquelas que envolvam a criação e aumento de áreas verdes nas cidades, integradas à urbanização existente. No eixo temático Saneamento Ambiental são esperadas soluções tecnológicas mais sustentáveis para esgotamento sanitário. As propostas podem sugerir, por exemplo, a otimização de recursos hídricos, reuso de água, reciclagem e reaproveitamento de resíduos sólidos.

O eixo temático Construções Sustentáveis busca soluções construtivas que visam minimizar os impactos negativos sobre o meio ambiente. Outro objetivo é promover a economia dos recursos naturais e a melhoria da qualidade de vida dos seus ocupantes. O eixo Energias Renováveis procura projetos que desenvolvam inovações tecnológicas que possibilitem e expandam o uso de energias renováveis nas cidades.

Por fim, a temática Mobilidade Urbana tem a expectativa de receber propostas que visem a melhora dos fluxos de deslocamentos de pessoas e cargas no espaço urbano e a conexão dos cidadãos com os equipamentos de mobilidade.

STARTUPS – O gerente-executivo de Inovação e Tecnologia do SENAI, Marcelo Prim, explica que a aproximação entre startups e grandes empresas, estimulada pela categoria C do Edital de Inovação, é uma forma de injetar novas ideias inovadoras na indústria. “Todos os setores precisam se reinventar, e a aproximação com startups por meio de projetos de desenvolvimento de novas tecnologias e soluções para o mercado em parceria com startups aceleram esse processo.”

“Os pequenos negócios possuem papel estratégico tema, pois são empresas que estão no dia a dia das cidades e convivem diretamente com os cidadãos e suas necessidades. São empresários que sabem quais são os principais desafios e os avanços necessários que os centros urbanos precisam exercer para melhorar a qualidade de vida da população. É neste contexto que boas oportunidades de negócios podem surgir”, explica o gerente de inovação do Sebrae, Célio Cabral.

A seleção dos projetos pelo Edital de Inovação para a Indústria é feita com base em critérios como potencial de inovação e de comercialização do produto ou do processo. Além do fomento, as instituições oferecem apoio na forma de infraestrutura para desenvolver as propostas selecionadas por meio dos Institutos SENAI de Inovação e dos Institutos SENAI de Tecnologia.

Sobre GCOM