Inicial / Notícias SESI/SENAI / Profissionais do SESI Amapá participam de curso básico de primeiros socorros
Profissionais do SESI Amapá participam de curso básico de primeiros socorros

Profissionais do SESI Amapá participam de curso básico de primeiros socorros

Macapá – Um grupo de 50 profissionais formado por pedagogos, professores, técnicos e colaboradores da área da Promoção da Saúde do Serviço Social da Indústria (SESI) do Amapá está participando nos dias, 1 e 2 de agosto, de treinamento básico de primeiros socorros. A ação que acontece em parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), atende a determinação da Lei conhecida como Lucas – Nº 13.722 – que institui a obrigatoriedade de escolas a capacitarem seu corpo docente em noções básicas de saúde.

O objetivo do curso com carga horária de 8 horas é possibilitar que educadores e funcionários da instituição sejam capazes de identificar e agir preventivamente em situações de emergências e urgências médicas, e intervir no socorro imediato da vítima, até que seja acionado o suporte médico especializado.

A enfermeira da área de Saúde e Segurança do Trabalho do SESI, Nívia Carvalho, destacou que a atualização de conhecimentos será oferecida anualmente. “Não se trata de transferir ao profissional de ensino ou recreação a responsabilidade de exercer o papel de um profissional de saúde. O que se pretende é evitar que se instale um quadro severo ou letal, resultado de um acidente, pelo desconhecimento de simples técnicas de ação imediata que podem fazer a diferença entre a vida e a morte”, frisou Nívia.

A professora de Educação Infantil, Cleuma Araújo, considera que o treinamento é importante para os profissionais que trabalham com crianças e adolescentes. “Temos que saber como prestar o primeiro atendimento aos nossos alunos em caso de acidente ou mal súbito. Como mãe de menor de idade, fico muito mais tranquila sabendo que meus colegas de profissão estarão aptos a socorrer meu filho se eu não estiver por perto”, ressaltou.

Lei Nº 13.722

O texto recebe o nome de Lei Lucas, em homenagem ao garoto Lucas Begalli Zamora, de 10 anos, que morreu em setembro de 2017 ao se engasgar com um lanche durante um passeio escolar. O caso aconteceu em Campinas (SP).

O projeto determina ainda que as escolas de ensino ou recreação da rede pública e particular deverão disponibilizar kits de primeiros socorros, conforme orientação das entidades especializadas em atendimento emergencial à população. O descumprimento das exigências previstas no projeto sujeita à escola a penalidades como advertência, multa, cassação de alvará de funcionamento ou responsabilização funcional e patrimonial.

ATENDIMENTO À IMPRENSA
Gerência de Comunicação Corporativa SESI/SENAI – AP
Contato: (96) 3084-8944
imprensa@sesisenaiap.org.br
instagram.com/amapasesi
fb.com/sesiamapa
twitter.com/sesiamapa

Sobre GCOM