Inicial / Notícias SESI/SENAI / Representantes do SENAI e do setor moveleiro avaliam condições do mercado amapaense
Docentes do SENAI do Amapá recebem certificação internacional para consultoria em empresas moveleiras

Representantes do SENAI e do setor moveleiro avaliam condições do mercado amapaense

Macapá – Em reunião entre representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e do Polo Industrial dos Moveleiros do Vale do Jari (PINVALE) foi avaliado o desenvolvimento do segmento nos municípios de Laranjal do Jari e Vitória do Jari. O encontro faz parte da segunda etapa do Projeto de Transferência Tecnológica, realizado pelo SENAI em parceria com o Centro Tecnológico Settore Legno – Arredo (Cosmob), referência mundial em design e tecnologia na Itália.

Na ocasião, foram apresentadas pelos consultores do Cosmob, Angela Bianchi e Giovanni Tosi, sugestões que podem ser adotadas por micro e pequenas empresas para melhorar seus produtos e, assim, fomentar a produção e vendas. A consultoria prestada pelos instrutores do SENAI indica soluções inteligentes a fim de impulsionar o negócio na região com medidas simples e eficazes.

“O projeto apoia o setor moveleiro trazendo o conceito de desenvolvimento técnico e inovação de design. Todo esse movimento gera um aumento da competitividade industrial das empresas desse ramo no Amapá”, pontuou o coordenador do projeto, pelo SENAI/AP, Jefferson Machado.

O projeto atende os municípios de Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Vitória do Jari. Os consultores analisam e traçam o perfil de cada empresa durante visitas às localidades, enumerando as dificuldades e potencialidades de cada organização. O diagnóstico permite visualizar as necessidades e aponta como isso pode ser superado com intervenções no sistema produtivo, a exemplo do marketing, design e comercialização.

A representante da PINVALE, Marcela Pinheiro da Silva, aprova o apoio do SENAI ao segmento e disse que ficou impressionada com a agilidade com que o feedback das visitas foi apresentado. “Achei interessante que, em poucas horas, os instrutores puderam identificar onde estamos errando e acertando. O mais importante é ter acesso às informações para sabermos onde melhorar”, ressaltou.

A próxima etapa consiste na elaboração de um plano de ação, de curto, médio e longo prazo, que colocará em prática as sugestões a serem atendidas de acordo com a demanda e com situação de cada empresa.

k

ATENDIMENTO À IMPRENSA
Gerência de Comunicação Corporativa SESI/SENAI – AP
Contato: (96) 3084-8944
E-mail: imprensa@sesisenaiap.org.br

Sobre GCOM